domingo, 12 de dezembro de 2010

Silvio Santos vem aí!

O homem mais famosos da televisão brasileira completou 80 anos neste domingo, mas talvez sem muitos motivos pra comemorar.


"Má oooii!"

Já falei aqui no blog sobre pessoas que sabem "fazer dinheiro" e o célebre apresentador é uma deles. Talvez o defeito mais grave de Silvio Santos seja como ele adminstra tudo.

Com a recente onda de dissabores que vem acontecendo em sua vida, Silvio chegou ao ponto de colocar o SBT, o Baú da Felicidade, a Telesena e a Jequiti como garantia de um empréstimo bilionário para salvar o banco PanAmericano.

Sempre notei uma certa falta de comprometimento por parte dele com o SBT e sua programação instável, em horários, em programas, em tudo. Tanto é que me surpreendi quando o Roberto Justus saiu da consolidada Record para ir pro SBT. E não é que minha intuição estava certa? Como está o Justus agora, mesmo?

O SBT tinha tudo pra ser uma TV de primeira qualidade: dinheiro de sobra, profissionais experientes entre outras coisas. Então porquê deu...digamos, errado?

Talvez o excesso de autoconfiança de Silvio, ou ter delegado muitos poderes a outras pessoas, desinteresse por fatores essenciais para uma TV, entre outras coisas.

Nenhum canal é totalmente bom, perfeito em tudo que faz. Até porque não há como agradar 100% dos telespectadores, são inúmeras variáveis. Mas talvez tenha sido justamente a falta de foco por parte do Silvio e de sua equipe que levaram o SBT a chegar ao ponto em que se encontra.

Para se chegar a qualquer lugar, é preciso primeiro determinar um objetivo, uma meta. O que sempre pareceu é que o Silvio atirava para vários lados e o que acertasse primeiro era lucro.

Bem, certo ou errado o resultado desastroso já está aí, mas se correr ainda dá tempo de reverter. Mas julgando o Silvio pela entrevista que ele deu ao Folha de São Paulo, você tem duas opções que pode acreditar:

Ou o Silvio está ficando velho e caduco ou ele é mais esperto do que todos nós juntos pensamos...




2 comentários:

  1. Acho o Sílvio um verdadeiro gênio "sem querer". Se analisar bem, verá que ele não é um mestre das finanças, administração ou MKT,e sim uma pessoa comum que deu certo porque sabe o que as pessoas comuns querem para seu entretenimento. Você pode ver isso no livro "Chaves - Foi Sem Querer Querendo?" de Luís Joly, Fernando Thuler e Paulo Franco.

    Imagino que o SBT não tem mais a força que tinha antes por que seu fundador o gerencia da mesma forma que gerenciava em seu início. Como vemos em nosso dia a dia no mundo da comunicação as tendências vem e vão como relâmpagos e a administração deve agir da mesma forma que esses relâmpagos.

    Beijos...

    ResponderExcluir
  2. Concordo, Alex!

    Adoro seus coments!

    Bjo!

    ResponderExcluir

Deixe seu rabisco por aqui!Em caso de dificuldade, envie seu comentário para o endereço rabisco-criativo@hotmail.com

Críticas são bem-vindas, mas educação e bom senso também.

Obrigada.