quinta-feira, 1 de julho de 2010

A polêmica das latinhas da Skol

     A polêmica das latinhas desbocadas da Skol já aportou em Feira de Santana. A comunidade homossexual de Feira de Santana também se revoltou com a campanha veiculada agora no período da Copa do Mundo das latinhas falantes da cervejaria. No anúncio, a latinha desbocada chama um argentino de "maricon" quando é retirada do gelo.
Você já deve ter visto esse comercial na Tv. Se não, veja abaixo:


     O presidente da Grupo de Liberdade e Cidadania Homossexual de Feira de Santana (Glich), divulgou nota sobre o assunto:

Diga não a Skol: Glich propõe boicote a cerveja Skol

A propaganda das latinhas falantes da Skol se utiliza de termo pejorativo, “maricon”, para ofender argentinos, o termo para os países de língua espanhola, tem o mesmo valor de alguém chamar outro de “viado” no Brasil.

Por este motivo, enquanto a cervejaria não vier a público se desculpar estamos sugerindo a Todos e todas LGBT e Argentinos que façam um boicote a esta Marca.

Não desceu nada redondo a propaganda preconceituosa da Cervejaria Skol, que nesta campanha da Copa do mundo 2010, vem, em suas propagandas espalhando a xenofobia, preconceito contra estrangeiros, mais especificamente os Argentinos. Em um de seus comerciais a Cervejaria abusa na discriminação, quando se utiliza do termo pejorativo “maricon”, que nos países de língua espanhola é referido para ofender homossexuais.

Por entender que a campanha publicitária é homofóbica, o Ministério Público está recomendando à Companhia de Bebidas da América - AmBev a suspensão da peça publicitária por conta de seu teor homofóbico e discriminatório. No comercial, um homem usando a camiseta da seleção argentina de futebol abre uma lata de cerveja e é chamado de "maricón".

Segundo o Site Mix Brasil, para a Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão, a propaganda tem duplo caráter preconceituoso. Primeiro por incitar a discriminação contra estrangeiros residentes no País, algo proibido pela Constituição brasileira e depois por usar um termo que é usado para designar homossexuais de forma pejorativa. "Também no léxico hispânico, significa maricas, homem efeminado, aquele que é homossexual, medroso, covarde".

Além de recomendar à AmBev a suspensão do comercial e a retirada do mercado das latas com a gravação tida como discriminatória, o MPF instaurou inquérito para apurar as responsabilidades pelo caso.
  

Nos dias atuais não podemos admitir que campanhas como esta sejam vinculadas em nenhum espaço, nos surpreende como o preconceito e a discriminação está presente em todos os lados e a falta de respeito com a diversidade e os cidadãos homossexuais.

Temos que combater diariamente empresas homofóbicas que discriminam lésbicas, gays, travestis, negros e negras neste país. Vamos sim boicotá-los!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu rabisco por aqui!Em caso de dificuldade, envie seu comentário para o endereço rabisco-criativo@hotmail.com

Críticas são bem-vindas, mas educação e bom senso também.

Obrigada.