terça-feira, 4 de maio de 2010

Kate Moss em anúncio do Shopping Cidade Jardim



        Kate Moss é a nova garota-propaganda do Shopping Cidade Jardim. A campanha estrelada pela über model inglesa contemplará mídia impressa e digital. O trabalho foi concebido para ser a linguagem do empreendimento de luxo até o fim do ano, quando dará lugar às ações voltadas para as vendas de Natal. 
        Esta é a segunda vez que o Cidade Jardim recorre a uma celebridade estrangeira. Em maio de 2008, a atriz Sarah Jessica Parker foi a protagonista da campanha de inauguração do estabelecimento. A enorme repercussão na mídia justificou os US$ 600 mil pagos como cachê para a intérprete da personagem principal da série e do filme Sex and the City.
       O objetivo da estratégia é reafirmar o shopping como uma referência para a moda no Brasil, enaltecendo também as demais propriedades do elegante espaço (que abriu novas áreas ao público na quinta-feira 29).
       Assim surgiu o mote "Moda +", sempre complementado por um diferencial do Cidade Jardim, como gastronomia e cultura - temas que inspiraram as estampas dos vestidos desenhados para Kate Moss pela estilista Daniella Helayel. Mas por que a escolha de uma inglesa se não faltam no País modelos lindíssimas e com destaque internacional?
      "Realmente, o Brasil tem modelos de grande credibilidade, mas a maioria delas já fez propaganda para produtos de diferentes apelos. Optamos por alguém que fosse exclusivamente associada à moda", explica Ricardo Al Makul, CEO e sócio da Centoeseis, agência responsável pela campanha. "O Cidade Jardim tem um padrão de excelência único, e vimos na Kate Moss o frescor que buscávamos - além, é claro, da capacidade que ela tem de gerar barulho. Os fashionistas adoram tudo nela, até as polêmicas em que se envolve."

Percalços

        Makul classifica os esforços para a realização da campanha como um "MBA em produção publicitária". No início das negociações, o agente de Kate exigiu até um pré-contrato para confirmar a intenção da agência e do cliente de produzir a campanha com a modelo. Os profissionais envolvidos foram escolhidos a dedo pela atriz, inclusive a fotógrafa australiana Emma Summerton, cujos cliques são cultuados e disputados fervorosamente no universo fashion.
        Ao todo, a operação levou 45 dias, período no qual mais de mil e-mails foram trocados entre os envolvidos no processo, coordenado pela diretora de criação Tetê Pacheco. Vinte e sete pessoas do staff de Kate Moss estavam no estúdio no dia em que as fotos foram feitas, em Londres, em meio ao caos aéreo causado pelas cinzas expelidas pelo vulcão na Islândia - o que impediu a ida de profissionais da agência para acompanhar as sessões in loco.

"É o tipo de job que você tem de acreditar e fazer. Em uma operação desse tamanho acontecem tantos percalços que há momentos nos quais não se tem resposta para tudo", afirma Makul. "Aí entra a parceria com o cliente, que nos apoiou em tudo. Depois que você se propõe a fazer uma campanha dessas, não dá para parar no meio do caminho por conta das dificuldades; você tem que realizar."


(Reportagem publicada no site Meio e Mensagem On Line em 04 de maio de 2010)



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu rabisco por aqui!Em caso de dificuldade, envie seu comentário para o endereço rabisco-criativo@hotmail.com

Críticas são bem-vindas, mas educação e bom senso também.

Obrigada.