quinta-feira, 6 de maio de 2010

Conar completa 30 anos

      O cenário nacional era conturbado. Embora a ditadura já desse os sinais de distensão, a censura ainda reinava como uma realidade no Brasil de 1978. Em paralelo, cresciam os movimentos pró-consumidor, que reivindicavam o fim da publicidade enganosa. Para se defender das ameaças externas e responder aos anseios da sociedade, o mercado publicitário, por meio de suas principais entidades na época, lançou o Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária. Em seus fundamentos estavam a defesa da liberdade de expressão comercial, o respeito à ética, às leis do País e aos direitos do consumidor.
     O texto original do código foi aprovado no III Congresso Brasileiro de Propaganda. Em pouco tempo, porém, percebeu-se que ele não seria o suficiente. Era preciso ter uma instituição para evitar as tentativas de intervenção do poder público. Assim nasceu, no ano de 1980, o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária, ou simplesmente Conar.

Leia matéria completa no site da Meio e Mensagem on Line

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu rabisco por aqui!Em caso de dificuldade, envie seu comentário para o endereço rabisco-criativo@hotmail.com

Críticas são bem-vindas, mas educação e bom senso também.

Obrigada.