segunda-feira, 17 de maio de 2010

Latas falantes da Skol


Confira matéria:

Latas falantes da Skol

      O portfólio de embalagens da cerveja Skol, da Ambev, ganha um reforço que promete fazer barulho. Trata-se da Lata Falante da Skol, produto igual ao convencional, mas que, ao invés de cerveja, carrega um chip ativado por um sensor de luz que dispara mensagens sonoras para o consumidor (veja os recados da latinha abaixo). A novidade faz parte da estratégia da marca para se aproximar da torcida brasileira durante a Copa do Mundo da África do Sul, que começa em 11 de junho.
      Elas serão distribuídas durante a promoção "Matraca", que terá o suporte de uma campanha da F/Nazca. A cervejaria importou 147 mil latinhas falantes que serão colocadas à venda aleatoriamente junto com o produto tradicional na proporção de uma falante para cada 2.716 normais. Para ganhar, o consumidor precisa ter a sorte de encontrar a lata premiada em um pack. Quem não gostar do brinde, poderá entrar em contato com o SAC para receber uma embalagem normal do produto.
      A chegada da lata falante ao mercado conta com um comercial, que entra no ar sábado, 15, que dá continuidade ao filme dos argentinos no samba. A produção mostra um grupo de amigos argentinos no sofá vendo um jogo de futebol quando um deles fica intrigado ao achar uma Skol no balde de cerveja. Quando o amigo explica que se trata de uma bueníssima cerveja brasileña, ele resolve experimentar.
      Quando o hermano abre a lata, ela começa a gritar "Brasil! Lê lê ô!". Irado, o hermano tenta afogá-la no balde, enquanto a cerveja emenda "pentacampeão!". A locução em off explica: "Chegaram as Latas Falantes da Skol. São milhares de latas espalhadas por aí. Torça para encontrar a sua". Na sequência, a imagem corta para uma fábrica da cerveja, onde um funcionário avisa ao chefe que um carregamento foi por engano para o país vizinho.
      O plano de mídia inclui ainda outdoor em nove capitais, mobiliário urbano falante em Salvador e no Rio de Janeiro (com lata 3D com sensor de proximidade e que dispara mensagens no intervalo mínimo de 10 minutos), peças de comunicação em 180 lojas de varejo e ações na internet. Dentre elas, os internautas terão à disposição uma ferramenta que permitirá criar mensagens especiais de voz para latinhas virtuais que poderão ser enviadas por email para os amigos.
     O projeto vem sendo elaborado há um ano com o intuito de marcar a presença da Skol durante um importante evento esportivo de uma maneira alinhada à sua comunicação. "O ponto principal da ação é a preocupação da marca de sempre buscar formas diferentes de atingir o público. Ela é vencedora no sentido de trazer uma novidade que fala com os consumidores da maneira divertida que Skol sempre se propõe", conta Guilherme Panella, gerente de trade de Skol.

Os cinco recados da lata

. Nooooossa! Eu sou louco por mulher de camisa amarela. Vem cá, me diz uma coisa: Cê vem sempre aqui? Ou só de 4 em 4 anos? Ô delícia, quer tomar uma Skol lá em casa?

. Oi. Chega mais pertinho que eu quero te contar um segredo. Vem. Não, coladinho vai. Mais. Vai. Vem, vem. Ô, que é isso rapá? Tá me estranhando? Chega esse ouvido pra lá e vai lá pegar uma Skol pra gente ver esse jogo, vamo. Curiosinho.

. Lá vai! Preparou, saiu do sofá, driblou a mesinha de centro, pedalou no pufe, correu até a geladeira, pegou uma Skol, ajeitou, jogou bonito. Lá vem a latinha! Pelo alto! Pegou efeito. Bem no ângulo da minha mão direita! Skoll!

. Olele-olala, olele-olala quem não trouxe Skol não vai ter onde sentar. Olele-olala fica de garçon até o jogo terminar.

. Aí atenção, é o seguinte: O esquema hoje é 4-4-2. Aas quatro mulheres aqui comigo no sofá. Os quatro marmanjos vão pra lá ficar largados no chão. E os dois manés ali indo e voltando pra trazer Skol pra galera. Prepara, vai.


Fonte: Meio e Mensagem On line

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu rabisco por aqui!Em caso de dificuldade, envie seu comentário para o endereço rabisco-criativo@hotmail.com

Críticas são bem-vindas, mas educação e bom senso também.

Obrigada.