terça-feira, 29 de março de 2011

O adeus de um guerreiro



A nação brasileira acaba de perder um grande homem, que travou árdua batalha pela sua vida, pela sua vitória diária, a cada momento de fraqueza e abatimento. Faleceu hoje o empresário e ex-vice-presidente José Alencar.

Dizem que todo vice é coadjuvante. De fato, a maioria deles não tem outra função além de ocupar um cargo de poder.

Mas no caso de José Alencar foi diferente. Mesmo escondido pela imagem soberana do ex-presidente Lula, ele ganhou destaque pela sua coragem em enfrentar a doença que lhe consumiu durante 13 anos. Aos 79 anos, ele foi mais longe do que muitos desacreditados esperaram. A cada internação , a cada cirurgia, alguém dizia que ele não sobreviveria. Algumas semanas depois, lá estava ele, saindo do hospital com um sorriso no rosto, mesclado ao desgaste que o câncer e os medicamentos causavam.

Desde que conheci a história desse homem, fiquei encantada pela sua trajetória, pela sua luta, por mostrar que nenhuma fortuna era suficiente para dar-lhe a cura, mas qu ele ainda mantia a fé de conseguir vencer suas dores.

José Alencar era um homem admirável, como poucos existentes no antro político. (Relembre sua trajetória de vida.)

Seus admiradores lamentam tamanha perda, sua família chora  essa grande dor. Mas todos sabem que agora ele pode descansar e que seu exemplo de vida é mais forte e nunca permitirá que se ausente da história desse país.





"Não tenho medo da morte, porque não sei o que é a morte. A gente não sabe se a morte é melhor ou pior. Eu não quero viver nenhum dia que não possa ser objeto de orgulho. Peço a Deus que não me dê nenhum tempo de vida a mais, a não ser que eu possa me orgulhar dele.”
 José Alencar (1931-2011)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu rabisco por aqui!Em caso de dificuldade, envie seu comentário para o endereço rabisco-criativo@hotmail.com

Críticas são bem-vindas, mas educação e bom senso também.

Obrigada.