quinta-feira, 24 de março de 2011

Aberturas de novelas

Nos meus raros momenos de preguiça doméstica, acompanho algumas novelas. Tá, tá bom, sou noveleira mesmo. Adoro uma trama, boa ou ruim, pra elogiar ou falar mal. Não escondo minha quedinha pelas novelas mexicanas de sucesso... Bons tempos em que a gente odiava a vilã mas adorava vê-la praticando suas maldades.

Porém, as aberturas sempre me chamaram muito a atenção. Sempre que estréia alguma novela ou programa, fico logo curiosa pra ver como é a abertura.

O tal padrão Globo de qualidade sempre transpareceu na maioria das aberturas de novelas, com trabalhos elaborados, baseados em pesquisas de formatos e imagens que ficassem legais, etc. Se é verdade, não sei, mas já li isso em algum lugar. Contudo, o que está acontecendo nos últimos tempos é algo, no mínimo, estranho. 

Todo mundo sabe que Hans Donner é o "bam bam bam" das aberturas globais. Com pessoal e equipamentos top de linha, sempre vimos coisas bem bacanas. Um exemplo que sempre gostei foi a abertura da novela Caminho das Índias. Tanto as imagens quanto aquela musiquinha, ainda que insuportável, eram muito bonitas de se ver e transpareciam claramente o espírito da novela.

Relembre:

Não entendeu o que estou tentando explicar? Bem, então assista o vídeo abaixo e depois responda algumas perguntas:

Viu?

Agora me diga: Qual é o sentido de uma escultura, aparentemente de uma família, girando em várias direções, ao som da música Coração em Desalinho?

Achou pouco, então tenta entender o título da novela Morde & Assopra. Hein? Isso mesmo...robôs e dinossauros juntos na mesma trama, com efeitos especiais "a la Jurassic Park". 

Até onde eu sei, o ditado popular ensina que quem "morde e depois assopra" é barata! Não faz sentido pra você? E daí, a novela também não faz.... E pra piorar, a música (?) da abertura é uma trilha maluca com uma robozinha (tem feminino pra robô?) brigando com um não-sei-o-quêssauro. O novo brigando com o velho... É, até faz sentido...

Vi comentários na internet de que a música seria uma qualquer de Luan Santana. Tá vendo, sempre dá pra piorar... Confira:


Li várias interpretações sobre as aberturas de ambas as novelas e muitas tem uma certa lógica. Mas vou finalizar com o mesmo conceito que costumo repetir e que, pra mim, rege a publicidade:

"Se a piada fosse boa não precisaria explicar!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu rabisco por aqui!Em caso de dificuldade, envie seu comentário para o endereço rabisco-criativo@hotmail.com

Críticas são bem-vindas, mas educação e bom senso também.

Obrigada.