sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Quem apagou a luz?


Ontem, exatamente às 23:20, oito estados do nordeste ficaram entregues a escuridão. O motivo? Uma coisa não sei onde, causada por não sei o quê. Pelo menos essa era a informação que os principais sites de notícias do país davam, ou seja, nada. Isso mesmo!

Depois que o apagão aconteceu e invadiu a madrugada, o único lugar onde se tinha informações sobre o acontecimento era no Twitter, tanto é que #apagao ficou em segundo lugar dos trends topics em menos de uma hora.

Quando as notícias começaram a aparecer nos noticiários da internet, faziam mais referência ao atraso do show "sangalesco" no Festival de Verão do que a informações que realmente importavam.

O que aconteceu? Onde? Como? Essas perguntas ficaram sem resposta boa parte da madrugada e só ao amanhecer é que os cidadãos começaram a entender o que houve.

Até a energia ser restabelecida, muitos transtornos foram causados nos lugares afetados e hoje notei que pouquíssima ênfase foi dada ao assunto pelos meios jornalísticos. Parace até que os problemas do Egito tem mais importância que os nossos.

Será que isso se deve ao fato de ter sido no Nordeste? Epa! Não é complexo de inferioridade, mas que o fato é estranho, isso é sim.

Agora, o Pólo Petroquímico de Camaçari está parado, falta água em várias cidades do recôncavo baiano, entre outros transtornos resultantes do blecaute.

Quem vai pagar essa conta? O histórico de blecautes no país é do tipo "seria cômico se não fosse trágico" e ninguém sabe de quem é a culpa. 

Bem, o pacotinho de velas aqui em casa fica em lugar estratégico e minha lanterninha de led nunca sai da bolsa. Nunca se sabe quando alguém vai resolver puxar a tomada.

Um comentário:

  1. Quando o Sudeste ficou sem luz em 2009, todos os veículos de comunicação se voltaram para o assunto. Dias depois o assunto ainda estava em debate nos mais famosos jornais e programas de Tv.

    Por que no Nordeste ficam em silêncio?

    ResponderExcluir

Deixe seu rabisco por aqui!Em caso de dificuldade, envie seu comentário para o endereço rabisco-criativo@hotmail.com

Críticas são bem-vindas, mas educação e bom senso também.

Obrigada.