quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Refletindo

Os EUA passando por uma tragédia e eu sendo obrigada a ver comentários absurdos do tipo 'eles merecem' ou ' o Irã devia aproveitar pra atacar.' Ou então, um jornalista dizer que 'tragédias maiores acontecem no Brasil todos os dias.' 

As pessoas definitivamente esqueceram de amar ao próximo e talvez por isso a humanidade tenha chegado no nível rasteiro que chegou, onde se prende e condena um pai de família que rouba um pacote de leite, onde as pessoas se matam por alguns trocados ou briga de trânsito, onde adolescentes se espancam no colégio ou monstros abusam de crianças. Impera a arte de olhar somente para o próprio umbigo, agir sem pensar ou medir as consequência, julgar-se acima do bem e do mal e, principalmente das leis que regem (ou ao menos deveriam) uma sociedade. Sabemos, e isso é óbvio, que tragédias de todas as proporções acontecem, não só aqui no Brasil, mas ao redor do mundo. 

Quantos morrem de fome, em guerras civis, em fenômenos naturais, em epidemias devastadoras ou de tristeza por perder alguém que ama? É muita hipocrisia tais pessoas falarem 'que no Brasil acontece pior' sem nem pra essas tragédias tupiniquins elas olham, estendem a mão ou gastam o mínimo de energia pra ajudar. E até parece que essas mesmas pessoas esquecem da quantidade de brasileiros que moram nos EUA, que foram em busca de um sonho que, no Brasil, não conseguiram realizar. 

Compaixão e solidariedade são adjetivos que poucos neste planeta possuem. E com todo meu resquício de inocência e utopia, acredito que o segredo da mudança está nas pessoas, e não nas coisas. Está na consciência, e não no bolso. Está no amor, e não na guerra.


Um comentário:

Deixe seu rabisco por aqui!Em caso de dificuldade, envie seu comentário para o endereço rabisco-criativo@hotmail.com

Críticas são bem-vindas, mas educação e bom senso também.

Obrigada.