terça-feira, 16 de agosto de 2016

Que seja recíproco o bem e mal que tu propagas...

Um homem afirmou orgulhosamente ter envenenado gatos com chumbinho várias vezes durante sua vida e que o faria de novo. Ao ser questionado se ele sabia que aquela atitude é crime ambiental com pena prevista em lei, ele respondeu que não era crime enquanto ninguém soubesse. A pessoa rebate dizendo que, então, a consciência dele deveria ser a punição. Ele respondeu afirmando que a consciência estava tranquila em relação a isso.
Detalhe: a pessoa capaz de proferir tais absurdos é a mesma que repete a frase "bandido bom é bandido morto." Agora, me pergunto. Quando o bandido é a própria pessoa que faz e fala tais coisas, a pena também se aplica? Ou ela só é válida para os demais agentes da violência?
Pois para mim, quem comete um crime asqueroso como maus-tratos a um animal indefeso, fruto da irresponsabilidade e ignorância de seus donos, vítimas da ausência de políticas ambientais, é tão bandido quanto qualquer um que cometa outros crimes.
Um crime é qualificado, principalmente, pela forma como ele foi executado, somado a consciência de quem comete. Logo, se você mata por prazer, não se arrepende do erro e ainda afirma que faria outras vezes, você não se diferencia em nada daqueles que seu dedo aponta como merecedores da morte.


A diferença é que, ao contrário do indivíduo mencionado, eu não acredito na morte como punição, por isso não a desejo para ele. Desejo somente reciprocidade...e que ele saiba lidar com isso.
Ahh, se você "não suporta gato" a ponto de matá-lo, lembre-se que tem gente muito mais incômoda e inconveniente e nós temos que suportar. Já pensou se eu fosse dar chumbinho a todo mundo que me enche o saco?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu rabisco por aqui!Em caso de dificuldade, envie seu comentário para o endereço rabisco-criativo@hotmail.com

Críticas são bem-vindas, mas educação e bom senso também.

Obrigada.