segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Valor x Preço


Desde que me entendo por gente, desejei trabalhar na área de comunicação. Por imposição da vida, caminhei em direção à sedutora publicidade. Lá estudei, me dediquei e me formei Publicitária. Trabalhei no setor fervorosamente, sempre sufocada pela obrigação de ter ideias brilhantes, que convencessem as pessoas a desejar coisas que, nem sempre, elas precisavam ter. Aos poucos, meus pensamentos inquietos não aguentaram mais e me libertei das amarras que limitavam a criatividade ao mesmo tempo que me exigiam brilhantismo.
Assim, a mesma vida que me impôs o olhar insaciável da publicidade, me levou a fazer novas escolhas e, enfim, despertou um sonho adormecido em minha alma anestesiada pela ganância do mundo.
E foi assim que cheguei até aqui: aprendi a ser professora para gerar sustento e me dedicar ao trabalho voluntário pela causa animal. Hoje uso meu conhecimento com um objetivo diferente.
Não sou rica, não sou pobre. Tenho o suficiente para viver, mas ainda não o bastante para semear sonhos maiores. Um dia chegarei lá!
Você deve estar se perguntando: aonde esse texto está querendo chegar? Devo me vestir de bom moço e sair por aí abrindo mão dos confortos que o dinheiro oferece, para fazer benfeitorias sob aquele discurso de 'um mundo melhor'?
É uma escolha, muitos já fizeram-na.  Contudo, mundo perfeito não existe, nunca deixará de ser utopia. 
Me diga, será que aí, dentro do seu coração e não do seu bolso, ainda existe um sonho que você ainda não realizou e que não baseia-se somente nos números da sua conta bancária?
Dinheiro é bom? Claro que sim! 
Mas antes dele existir, o vazio que nos habita era preenchido com itens mais valiosos e que, muitas vezes, estavam ao alcance dos olhos, numa espiada do por do sol ou no abraço de um amigo.
Nos dias de hoje, o preço das coisas importa muito mais do que os valores que deveriam ser essenciais a formação de um indivíduo. 
Respeito, solidariedade e ética são itens que não se encontra na prateleira do supermercado, nem possíveis de comprar numa loja virtual.
O mundo é movido pela ideia de que o dinheiro e, somente ele, é o combustível para a felicidade. Porém, tem gente com muito menos do que você e que ainda se considera feliz.
No meio corporativo a premissa de 'cada um por si' e 'salve-se quem puder' se enraizou profundamente, a disputa por uma posição de destaque é mais importante do que o conhecimento que o indivíduo poderia adquirir exercendo uma função não tão gloriosa. E se todos fossem promovidos, quem moveria as engrenagens menores mas tão importantes quanto todas as peças da máquina?
Então, respondendo todas essas perguntas, digo-lhe caro leitor, uma lição clichê mas há tempos esquecida.
Só se vive uma vez e esta é de forma breve. Olhe para os lados de vez em quando ao invés de somente para dentro do seu ego faminto. Ouça mais, aprenda mais, sinta mais. Fale menos, reclame menos, não seja mesquinho com seus sentimentos. 
Trabalhe o suficiente e contente-se com o bastante. Mas nunca sinta-se saciado em ver o outro como alguém igual a você, no mesmo patamar de importância e paradoxal insignificância diante da imensidão do universo.
Faça sua passagem pela Terra ter valor e não preço. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu rabisco por aqui!Em caso de dificuldade, envie seu comentário para o endereço rabisco-criativo@hotmail.com

Críticas são bem-vindas, mas educação e bom senso também.

Obrigada.